Operação Ágata XI em aeródromo de Roraima

0
48

Na última terça-feira, 20 de junho, durante a Operação Ágata XI, o 32º Pelotão de Polícia do Exército em ação conjunta com a ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, Agência Nacional de Petróleo e o Departamento de Polícia Federal, realizaram uma operação no aeródromo em Barra do Vento, zona rural a cerca de 25 km de Boa Vista, Roraima. A intenção era a fiscalização da manutenção de aeronaves e suas peças, do uso da área do aeródromo, do pessoal da aviação civil e suas operações.

O Aeródromo funciona principalmente para a prática de paraquedismo. Das dezoito aeronaves inspecionadas, nove delas foram interditadas para voos pela ANAC, ou por utilizarem serviços técnicos de manutenção, modificação ou reparos de aeronaves e de seus componentes em oficina não homologada, ou por apresentarem irregularidades no banco de dados no GPS ou ainda por se encontrarem com o Diário de Bordo desatualizado. Também houve apreensão de componentes aeronáuticos por manutenção em oficina não homologada pela ANAC.

A ANP realizou também a apreensão de aproximadamente sessenta e cinco litros de combustível de aviação por acondicionamento e armazenamento em local inadequado, além de aplicar uma notificação para apresentação da nota fiscal de aquisição de combustível de aviação. Amostras do referido combustível foram coletadas pelo DPF para verificação de sua procedência e pela ANP para a verificação de qualidade.

A Operação Ágata XI continua em pleno curso e integra o PEF – Plano Estratégico de Fronteiras do Governo Federal, criado para prevenir e reprimir a ação de criminosos na divisa do Brasil com dez países sul-americanos. Ao longo da operação, militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira realizam missões táticas destinadas a coibir delitos como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, imigração e garimpo ilegais. As ações abrangem desde a vigilância do espaço aéreo até operações de patrulha e inspeção nos principais rios e estradas que dão acesso ao país.


Agradecimentos ao Cassio Pimentel, do ECAM/CMA pela cessão de informações e imagens.

Deixar Comentário